A inveja começa quando a satisfação com aquilo que se possui é perturbada pela percepção de vantagens desfrutadas por outros e pela consequente determinação de adquirir as mesmas vantagens – seja posição social, bens materiais ou elogios. 

Querer o que os outros possuem tem se tornado parte da nossa cultura consumista aliada à expectativa de que a vida deve ser uma escalada contínua em busca de algo melhor, mais fácil e mais opulento.

A Bíblia diz que a inveja coexiste com “tudo o que é maligno”. A inveja, geralmente, é incluída na lista de pecados do Novo Testamento, uma lista bem feia: contendas, egoísmo, malícia, engano, hipocrisia e mentira. 

A inveja é um sentimento desastroso, porque abala a nossa confiança de que Deus conhece todas as coisas e de que proverá todas as nossas necessidades.

Até uma mulher cristã é capaz de invejar o bem que alguém tenha recebido de Deus – seja uma posição de liderança, poder espiritual, relacionamentos familiares (principalmente filhos) ou dons espirituais.

Com essa atitude, deixa de atingir seu próprio potencial em Jesus Cristo. Na busca daquilo que não lhe pertence por justiça, ela se diminui, um estado descrito na Bíblia como “alma que definha”e “podridão dos ossos” (Sl 106:13-15; Pv 14:30).

Você escapa da inveja só quando entrega seus desejos a Deus para que ele os satisfaça no tempo dele e de acordo com a vontade Dele. Ao agir assim, você descobrirá que o amor de Deus transforma os sentimentos. Estar satisfeita com aquilo que você possui, em qulquer situação, substitui a inveja (Fp 4:11). Você vai obter uma nova perspectiva quanto ao que é realmente importante.

Fonte: A Bíblia da Mulher – Ed. MC

Tecnologia do Blogger.

I Love Blogs

Seja Bem Vindo!

Total de visualizações de página

Assista

Participe

Blogs Parceiros



Fan Page

Receba novidades em seu email

Post mais lidos

Pense

"Geralmente aqueles que sabem pouco falam muito e aqueles que sabem muito falam pouco."

Seguidores

Pesquise no Blog